Rapidez do noticiário: edição digital dá agilidade à empresa e conforto ao leitor



Versão online dos veículos impressos é publicada imediatamente, num clique

Por Marina Diana

A produção digital de um veículo jornalístico é, via de regra, baseado em quatro pilares: furos jornalísticos, diversidade de conteúdos relacionados, colunistas e produção multimídia. O leque de "opções", se assim podemos chamar essa variedade, se deve em função do leitor atual, diferente daquele antes do advento da Internet, ser mais exigente e, claro, mais participativo. Assim, uma vez que o veículo impresso é produzido se tornou necessário, de forma quase instantânea, a sua edição digital.

Ou seja, as notícias e demais conteúdos produzidos pela equipe de jornalismo de determinado veículo chega aos leitores através de aplicativos para computadores, celulares, tablets, com formatos e diagramações adequados a cada tipo de plataforma. Alertas instantâneos de fatos importantes nos celulares garantem um leitor atualizado permanentemente com os principais fatos do país e do mundo. Mas, sobretudo, fiel àquele veículo de comunicação. Portanto, agilidade é a palavra-chave.

"O ideal é que em apenas um click o sistema se encarregue de gerar a edição digital do jornal e enviar para web. Ou seja, sem a problemática de conversão de pdfs para uma versão menor e toda configuração para publicação online em uma segunda plataforma", afirmou Emmanuel Ferreira, diretor da Mundiware, empresa de tecnologia especializada em sistemas para jornais e no desenvolvimento de soluções sob medida para a otimização das fases de produção.

O publicador Elite CS organiza o conteúdo para que este possa ser utilizado nas atuais mídias disponíveis no mercado, além de viabilizar a integração com novas mídias sem onerar custo em migração de formatos anteriores. Nessa mesma plataforma, o "Magic Edition" gera a edição digital cujo profissional responsável, com apenas um clique, coloca a notícia no ar instantaneamente. "Ou seja, você não precisa de um profissional para fazer a versão impressa e outro, a versão online, o que, por sua vez, não gera mais custo de profissionais à empresa jornalística que, via de regra, têm uma pessoa destinada para essa função", explicou Ferreira.

Segundo ele, a grande diferença do sistema da Mundiware dos demais disponíveis no mercado é a forma de publicação, mais simples e rápida. "Isto porque sabemos que os demais têm a problemática de conversão ou coleta de pdfs do impresso para converter em uma versão menor e toda configuração para publicação online em uma segunda plataforma, fato que resulta em atrasos e, consequentemente, gera mais custos", salientou Emmanuel Ferreira.

Mercado

Se a tendência de queda nos números de circulação não poupou as revistas e jornais impressos brasileiros de uns anos pra cá, a versão online dos veículos ditos "tradicionais" vem ganhando mais espaço e se provando como uma nova fonte de consumo de informações por potenciais consumidores.

Dados divulgados no ano passado pelo IVC (Instituto Verificador de Comunicação) --entidade sem fins lucrativos, que tem por objetivo certificar as métricas de desempenho de veículos impressos e digitais --, constatou que o balanço da circulação de jornais e revistas revela que o digital vem ganhando maior representatividade para o setor. No caso dos jornais que migraram para plataformas na internet, as vendas de assinaturas digitais foram responsáveis por deixar a média de circulação anual dos veículos brasileiros praticamente estáveis no ano passado, na comparação com 2013 (já que os dados foram divulgados em 2015 representando o ano de 2014).

Ou seja, o impresso é tradicional. Fato. Já o online une o tradicionalismo à rapidez. Neste sentido, a união desses dois segmentos é sinônimo de aumento de leitores e, claro, a fidelidade dos mesmos. "As plataformas digitais dos veículos ganham maior importância se transformando em veículos que, paulatinamente, vão fidelizando clientes transformando-os em consumidores. A fórmula não é exata, mas fato é que pode se consolidar um modelo de negócio jornalístico digital sem que gerem altos custos à empresa. Assim, é o raciocínio do Magic Edition, sendo esta a base para o desenvolvimento deste módulo ", enfatizou o representante da MundiWare.

"Desenvolvemos esse sistema após a reformulação de toda a plataforma, que durou três anos. Atualmente, podemos dizer, sem falsa modéstia, que ele atinge picos de produtividade impecáveis", cravou, orgulhoso, Emmanuel Ferreira.

Sobre a Mundiware

Fundada em 1993, no Rio de Janeiro, a Mundiware é uma empresa de tecnologia especializada em sistemas para jornais e no desenvolvimento de soluções sob medida para a otimização das fases de produção. Possui uma expressiva participação no mercado de publicação brasileiro e latino-americano e há três anos a empresa instalou um escritório em Orlando, nos Estados Unidos. Através da parceria que estabelece com seus clientes, a Mundiware segue inovando para oferecer sempre um produto de ponta. Conheça os sistemas da Mundiware e abra as portas da sua empresa para o desenvolvimento 




Mais notícias