Favorito na busca por notícias, smartphone gera oportunidades no jornalismo



Entenda a importância da presença correta de veículos de comunicação em dispositivos móveis

Favorito na busca por notícias, smartphone gera oportunidades no jornalismo
Por Ivan Monteiro

Dispositivo digital que revolucionou o comportamento da sociedade, o smartphone desperta diversas curiosidades e sentimentos nos mais diferentes estudiosos. Enquanto alguns o olham como um objeto que afasta as pessoas, outros entendem como um poderoso meio de comunicação tanto individual quanto de massa. No fim, isso pouco importa. O fato é que o smartphone caiu no gosto das pessoas e oferece diversas possibilidades, principalmente para informar. 

Não é exagero dizer que a digitalização da informação foi uma nova revolução midiática, após a ascensão da prensa móvel, processo gráfico aperfeiçoado por Johannes Gutenberg no século XV. Hoje, mais do que consumir redes sociais, chats, aplicativos de diversos tipos, jogos, entre outras possibilidades, nunca se consumiu tanta informação.

No celular: um novo jornal

Ler notícias é um hábito comum de muitos brasileiros. E isso não mudou com a evolução da tecnologia. Basta abrir o Twitter, Facebook ou Whatsapp para encontrar algum contato compartilhando notícias. Isso sem falar nos grandes veículos de notícias que estão investindo pesado em maneiras de noticiar de forma prática e cada vez mais moderna. 

E estão certos os executivos que entendem a importância de ampliar a presença em formatos para smartphones. De acordo com a pesquisa “Global Mobile Consumer Survey”, de 2017, conduzida pela Deloitte com 2.000 usuários no País, 87% dos entrevistados possuem o equipamento — um aumento de 7% em relação à edição de 2016 do estudo. 

Para 94% dos entrevistados, o melhor meio de se comunicar é utilizando aplicativos de mensagens instantâneas. Outro dado mostra que 33% dos respondentes disseram utilizar o dispositivo no meio da madrugada (!) para checar notificações de mídias sociais. O que isso significa?

Apesar da primeira grande revolução da imprensa, ocorrida em 1440 por Gutenberg, a internet e os celulares ofereceram um fator crucial que é motor para a comunicação: a rapidez. Com a globalização, a informação nunca esteve tão rápida quando se cruza territórios. Por isso, os dispositivos tomaram o espaço do bolso das pessoas de forma tão impactante.

Muito além da comunicação

E engana-se quem acredita que os celulares modernos estão apenas servindo para uma comunicação mais intensa. Setores como serviços financeiros e varejo também estão entre os mais acessados entre os brasileiros.

Segundo a pesquisa, checar o saldo bancário é uma atividade realizada semanalmente por 46% dos entrevistados. Por sua vez, as ações de compras mais realizadas têm como foco a pesquisa de produtos e serviços.

Já o relatório Reuters Institute News Digital 2017, mostra que 66% dos brasileiros usam apps de redes sociais para ler notícias. E não é só isso ler, pois, 60% confiam no que é publicado nelas. Veja outros dados do relatório:

  • ✔ 32% dos brasileiros leem notícias no smartphone enquanto estão no banheiro;
  • ✔ 42% consomem notícias no celular enquanto vão e voltam do trabalho, em ônibus, trens e metrôs;
  • ✔ 46% dão uma última olhada nas redes sociais já na cama, antes de dormir, para checar as últimas informações.

Apesar disso, a Fake News se alastra

Todavia, um perigo tem se alastrado nos últimos anos: a Fake News. Esse movimento ganhou força durante as eleições norte-americanas de 2016 e tem sido usado com intensidade em ano eleitoral no Brasil –

inclusive levando a justiça travar uma guerra contra sua disseminação

Não é a toa que a presença digital de meios de comunicação precisa, o quanto antes, ampliar a eficácia e chegar diretamente ao leitor que está sedento por informações de credibilidade. Para isso, investimento em serviços personalizados e com garantia que são de fonte primária, deveria ser prioridade no setor.

Mundiware oferece sistema para jornais e revistas

Mais que um dispositivo que todos estão usando, o smartphone veio para ficar. Por isso, esse é o momento ideal para qualquer veículo jornalístico, que se proponha a atrair o seu leitor, investir em formas de atingi-lo com inteligência, praticidade e dinamismo.

A Mundiware, empresa de tecnologia especializada em sistemas digitais para jornais, oferece a criação de apps ideais para a publicação e disseminação de postagens aos usuários. Isso garante ainda mais segurança e credibilidade para a empresa jornalística, além da possibilidade de aumento da audiência fidelizada.

O serviço FastNews, desenvolvido pela empresa, é ideal para o jornal ou revista apresentar conteúdo próprio e original de forma instantânea aos seus usuários. O aplicativo disponibiliza diversos benefícios para os leitores e ainda apresenta o push como ferramenta de acionamento para o leitor. Tudo prático e dinâmico, como a informação deve ser difundida em smartphones.

Com o sistema FastNews App, é possível que o app da sua empresa:

  • ✔ Envie push ao seu leitor das principais notícias ao longo do dia;
  • ✔ Dê liberdade ao seu usuário de enviar sugestões de pauta e conteúdo direto do aplicativo;
  • ✔ Rentabilize com anúncios exclusivos para o seu APP.

Para mais informações, acesse: fastnews.mundiware.com

Com informações: Agência Brasil, Folha de SP, Deloitte.





Mais notícias